Comunicação Social

Ricardo Valadas, Presidente da Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal da Polícia Judiciária.

Correio da Manhã, 10 de setembro de 2017

O valor capital da PJ

Investir na PJ é investir no bem-estar do país e dos cidadãos.

Durante esta semana, a Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC) da PJ deteve 1 médico e 3 delegados de informação médica por Burlas ao Serviço Nacional de Saúde - SNS.

A UNCC/PJ indica que entre os anos de 2011 e 2017, o valor estimado de Burlas ao SNS foi de 300 milhões de euros. Valor que poderia ter sido maior, não fosse a intervenção da PJ no combate a este tipo de crime. Muito para além de uma mera Polícia, a PJ assume-se cada vez mais como uma Valor Capital para o nosso País, sendo um recurso da Justiça Penal mas também da Justiça Social e Fiscal.

Investir no orçamento da PJ, é investir na prevenção, deteção e investigação de crimes que lesam em muitos milhões, o esforço diário do País e dos nossos Cidadãos, já para não falar de questões como a ameaça do Terrorista Transnacional.

No entanto, no sentido de ir mais além e de assumir a cabal proficiência na persecução da sua missão, a PJ precisa de meios humanos de forma urgente, ou seja, de novos Inspetores nas suas fileiras.

Contamos com a visão estratégica do Governo e da Assembleia da Republica para investir na PJ, pois ao fazê-lo, estará a investir no bem-estar do País e dos seus Concidadãos.

 

logo asfic/pj