Comunicação Social

Ricardo Valadas, Presidente da Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal da Polícia Judiciária.

Correio da Manhã, 25 de fevereiro de 2018

A procura do ‘truque’ e dos esquemas destrói a segurança.

 

É certo que nos últimos tempos, certos valores que celebram a humanidade e a boa vontade, têm sistematicamente sido desprezados e remetidos a simples palavras de circunstância.

A confiança nas pessoas e nas instituições, é um desses valores essenciais para se viver em sociedade, em paz e assegurar de certo modo a tranquilidade nas populações.

Para além da iniciativa e da formação moral de cada um de nós, a confiança é estabelecida pelo respeito mútuo, pelo cumprimento da palavra e pelos resultados apresentados.

Nos dias que correm, a desconfiança, a procura do “truque” e dos constantes esquemas dos defensores de interesses privados e de manobras ocultas, destroem a segurança e transformam o altruísmo e a abnegação em qualidades quase utópicas.

Estar na ASFIC/PJ é estar contra quem apenas pensa em si. É estar sem truques e sem intenções secundárias. É trabalhar todos os dias para que o objetivo de melhorar as condições de trabalho da PJ, a Justiça e a vida do cidadão comum se materialize.

Mais uma vez, esta semana, confirmámos que vale a pena confiar.

Que existem pessoas sérias. Daquelas que os contratos verbais são escrituras.
Para os outros, não duvidem.

São estas pessoas, os de confiança, que no final prevalecerão.

logo asfic/pj