Comunicação Social

18 de novembro de 2018

Decorreu este fim-de-semana, na região de Lisboa, mais um encontro de aposentados da Investigação Criminal da Polícia Judiciária, onde muitas das nossas referências se juntaram.

Serviram o País, os cidadãos, a Justiça e a Polícia Judiciária com uma profundo sentido de missão, espirito de abnegação, zelo e profissionalismo, muitos deles, com prejuízo da sua própria vida pessoal e saúde.

É importante que a Nação se recorde e mantenha viva a memória e consciência, de que foram estas mulheres e homens que nos mantiveram seguros durante décadas, que foram estas as pessoas que nas madrugadas mais frias, nas noites mais escuras e nos locais mais inóspitos e perigosos, mantinham e pugnavam pelo nosso bem-estar.

O atual corpo de investigadores, ingressou na PJ devido à mística e valor que muitos destes Homens nos deixaram, tendo em muitos casos, recebido das suas mãos, um valor precioso de cada um deles: a sua experiência e a razão de um dever ao próximo.

Devemos homenagem a quem cumpriu uma missão à mais nobre das funções. Servir.

Hoje, apenas pedimos ao Governo condições para fazer mais e melhor, respeitando deste modo o legado que nos deixaram.

Assim nos permitam.

 

logo asfic/pj