Open case

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Invocar PJ num discurso enviesado é contrariar o respeito sindical.

A ASFIC/PJ é um sindicato. O sindicato dos investigadores criminais da PJ. Como tal, luta pelos interesses legítimos dos seus associados, em defesa do seu justo reconhecimento profissional. Fá-lo sem pejo e reservas. Respeita por isso solidariamente todas as formas de luta legítimas de todos os sindicatos profissionais.

Entre os quais da PSP e GNR, enquanto parceiros de polícia. Cuja condição deve ser recíproca. Respeitosamente recíproca.
Acontece que nas reivindicações da PSP e da GNR sobre a atribuição de subsídio de risco, o discurso público dos seus representantes tem vindo insistentemente a chamar a PJ à discussão, classificando comparativamente de “assimetrias remuneratórias”.

Disso é exemplo o próprio diretor-nacional da PSP, quando a ele se deve o devido tento e contenção institucional.

Invocar acerrimamente a PJ num discurso enviesado é contrariar o respeito e a reciprocidade sindical, acicatando os ânimos e a controvérsia, o que obrigará a ASFIC/PJ a ter de vir a público corrigir esse discurso truncado e falacioso e anunciar detalhadamente os vários suplementos remuneratórios da PSP e da GNR.

Depois de um case closed, será necessário um open case?!