Umbiguidade

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Acontece que essas pessoas acertam muitas vezes em si próprias.

Ambiguidade significa ambivalência, algo que possui sentido duvidoso, indefinido, que permite várias interpretações. Algo que é ambíguo. Mas não pretendemos falar disso.

Queremos falar precisamente do contrário, do mais oposto possível. Algo a que chamaremos de umbiguidade. Um trocadilho, se nos é permitido. Deriva da palavra umbigo.

O umbigo é a primeira cicatriz do corpo humano durante a sua vida. É a marca do corte do cordão umbilical. Do ponto de vista biológico, o umbigo não serve para nada, não desempenhando nenhuma função específica no nosso organismo.

Há no entanto quem acredite que o umbigo é um ponto de energia. Talvez seja daí e da sua centralidade no corpo humano que a imagem do umbigo surge associada ao egocentrismo, ao egoísmo e à vaidade.

“Só olha para o umbigo!”, diz-se. O contrário de ambíguo, lá está. Alguém que sabe bem o que quer. Para si. Quem não olha a meios para atingir os fins. Pela vaidade e ostentação. Pelo poder e domínio. Buscando-os desesperadamente. Sem ponderação e moderação. Sem equilíbrio.

Acontece que essas pessoas acertam muitas vezes em si próprias. Em zona bem abaixo do umbigo. Nos pés! Umbiguidades…